segunda-feira, 29 de março de 2010

Na merda

Ah, final de férias... Eu disse que ia atualizar o blog de lá, mas quando estava lá fiquei muito ocupada bebendo vinho e comendo.

Me liga hoje uma amiga, querendo saber da minha vida. Eis o diálogo:

A amiga:  E aí meu! Como cê tá?
Eu : Ah, tô na merda.
A amiga: Ué? Como assim? Achei que cê tivesse de férias...
Eu: E estou. Mas uma coisa não tem nada a ver com a outra.
A amiga: Não entendi então... me explica, vá!
Eu: A minha privada entupiu, oras.
A amiga: HAHAHAHAHAHA! Mentira!
Eu: Verdade.
A amiga: Chama o encanador!
Eu: Ah, não rola.
A amiga: Ué? Como não?
Eu: É que... fico constrangida... tá feia a coisa...
A amiga: E quem foi o autor da proeza?
Eu: Juro que gostaria de colocar a culpa no meu irmão...
A amiga: E cê acha que vai arrumar de qual jeito?
Eu: Então... cutuquei com uma mangueira, joguei Diabo Verde e água fervendo. Vou esperar até amanhã pra ver se acontece alguma mágica.
A amiga: E se não der?
Eu: Aí sim eu chamo o encanador e deixo meu irmão pra esperar constrangido no meu lugar.
A amiga: Amiga você hein...
Eu: Isso não é nada. Espera só até a Ana saber que a privada dela vai ser comunitária até a minha estar 100%...

Maravilha...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Eba!

Galera do mal, 

Consegui minha carta de alforria temporária (= férias), após 3 anos de muita labuta. Léro léro pra todos que ficam! Vou viajar, mas continuarei atualizando o blog com as patacuádas minhas em español (calculem...).

Fiquei sabendo que Buenos Aires é úmida de doer. Merda. Pobre do cabelo que vai andar por aí de chapéu. E já decidi que a chapinha e o secador não vão na mala, porque aí ninguém vai nem reparar que soy brasileña. Disseram que as argentinas não arrumam los cabellos (EBAAAAAAAAAA!).

Já adorei lá.

sábado, 6 de março de 2010

Bizarrices aleatórias parte II

Várias vezes já me perguntaram da onde que eu tiro as histórias que escrevo... Pois bem, na verdade as histórias que vem até mim. Eu fico quietinha, paradinha, na minha... e quando menos espero cai alguma coisa na minha cabeça.

Dias desses estava eu no sofá da escola me recuperando da aula de Yôga e calçando as minhas galochas para ir embora. A sala estava cheia, com o pessoal que ia entrar na próxima aula. Só mulher... Presencio o seguinte diálogo:

" Instrutora (diz para a garota 1): Ah, que lindo o seu óculos!
  Garota 1: Obrigada! É novo! Ainda estou me acostumando com esta armação...
  Instrutora: Eu amo óculos sabia... Eu operei a minha visão, pois era completamente míope... mas sinto muita falta! Acho estiloso... fui outro dia no oculista pra arrumar uma desculpa para fazer um óculos novo! Hahaha!
  Garota 2: Olha, eu tenho uma pá de óculos falsos sabia... todos com lente sem grau. Eu também adoro usar óculos pra compor o meu estilo! Mas na verdade não preciso... aliás, quando estou na facu e preciso ler um texto, eu até tiro o óculos para não forçar a visão...
 Instrutora: Como é que é?
 Garota 1: Você usa óculos falsos? Com lentes falsas?
 Talitta: Oi? Muá-hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!
A outra instrutora: Eu não gosto de óculos... nem os de sol eu uso. Me incomoda...
Talitta: Ixi, de sol precisa usar. Evita pé de galinha.
Instrutora: HAHAHAHAHAHAHAHAHA! Verdade, Tá. Que coisa né... É igual cabelo... quem tem cabelo liso quer ter encaracolado, e vice versa... quem usa óculos não quer usar, quem não precisa quer usar...
Garota 2: A minha mãe quando usa óculos e brincos aos mesmo tempo não consegue prestar atenção nas pessoas falando. Quando alguém pergunta alguma coisa pra ela, ela tem que tirar o óculos ou os brincos pra daí sim responder pra pessoa... 
Garota 1: Que?
Instrutora: Hã? Como assim?
A outra instrutora: ...
Garota 2: Juro! Minha mãe não consegue pensar se concentrar com óculos e brincos juntos!
Talitta: Muá-hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!! (Essa vai pro blog)."

A garota número 2 estava falando muito sério. As demais pessoas ficaram boquiabertas tentando decidir se davam risada do absurdo ou se usariam uma falsa educação para não deixar a coitada se sentindo mal das bobagens que ela fala. E eu, bom, eu me mimijei de rir na cara de todo mundo.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Azedume

Estou muito azeda hoje.

E aproveitado o meu azedume, segue, entre outras, minhas indignações do dia:

"Cenários de diversos escândalos sexuais, a política americana viu o governador de Nova York deixar o cargo por envolver-se com prostitutas. Eliot Spitzer, cliente assíduo da empresa Emperor’s Club VIP, que agenciava garotas de primeira linha, ainda tentou manter-se no cargo, mas desequilibrou-se na corda bamba. Spitzer não era apenas casado, pai de três filhas e governador de Nova York. Ele também era a mais inflexível e implacável encarnação da ética, da moral e da lei. Por oito anos, foi procurador-geral do estado e agiu como um rolo compressor esmagando os antiéticos, os imorais, os corruptos, os que violam a confiança do público. Mas o herói revelou-se um hipócrita - e caiu. (Revista Veja Online)"

Mulherada, vamos lá: que porra significa "Garotas de primeira linha", quando se fala de prostitutas? Prostitutas de família? Elas são prostitutas mas são limpinhas? Elas são prostitutas mas tem todos os dentes na boca? São prostitutas com bacharelado em administração de empresas, falam 3 idiomas, vão ao spa L´Occitane 3 vezes por semana, dirigem um Audi e por esse fato são pessoas melhores que as prostitutas da Augusta e adjacências? É melhor ser pego com uma prostituta que sabe conjugar o verbo "variar" (varêia!!!!) do que com uma rampeira? A safadeza é menos pior? Menos sentida? Ah vá!

E mais uma ótema: "Homens que traem são menos inteligentes, segundo estudo"
Uma pesquisa divulgada pela revista especializada Social Psychology Quarterly mostrou que os homens que traem suas parceiras tendem a ter o QI mais baixo, enquanto ser fiel a mulheres e namoradas é sinal de que eles são mais inteligentes e "evoluídos". Segundo o autor do estudo, o especialista em psicologia evolutiva da London School of Economics, Satoshi Kanazawa, "homens inteligentes estão mais propensos a valorizar a exclusividade sexual do que homens menos inteligentes". De acordo com a pesquisa, o ateísmo e o liberalismo político também são características de homens com o QI alto. Para chegar a essas conclusões, Kanazawa cruzou dados de duas grandes pesquisas americanas que mediam atitudes sociais e QI de milhares de adolescentes e adultos. Após analisar os estudos National Longitudinal Study of Adolescent Health e General Social Surveys, o especialista percebeu que as pessoas que acreditam na importância da fidelidade sexual para uma relação demonstram QI mais alto."


Juraaaaaaaaa????????? E eu aqui quebrando a cabeça...